Concursos segurança pública federal: aprenda a se preparar para o TAF

Especialistas ensinam a como se preparar de forma adequada para os testes físicos dos Concursos da Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal. Aprenda!

Os candidatos que visam uma vaga nos concursos PF ou PRF devem se dedicar muito aos estudos. Mas somente isso não será suficiente para garantirem a vaga. Isso porque, além das provas objetivas, esses certames têm o Teste de Aptidão Física (TAF) como uma de suas etapas eliminatórias.

Sendo assim, é fundamental que, em paralelo aos estudos,os candidatos desenvolvam também uma preparação para o teste de aptidão física (TAF). Afinal, esta etapa costuma eliminar muitos concorrentes.

Segundo os especialistas, é possível treinar para os dois concursos ao mesmo tempo, já que três dos testes cobrados são iguais: barra, salto de impulsão e corrida. A diferença entre os testes é que a PF cobra natação, enquanto a PRF cobra abdominal.

Para orientar os estudantes que pretendem prestar concurso para uma das duas corporações ou para ambas, o professor Elon Junior, que é membro de bancas organizadoras e autor do livro ‘Preparação Física para Concursos, explico como executar corretamente cada um dos exercícios cobrados, quais são os erros que não podem ser cometidos pelos candidatos durante a execução dos exrcícios e quais procedimentos devem ser adotados no dia dos exames. Confira!

Há a possibilidade dos exercícios cobrados no TAF não serem os mesmos dos últimos editais?

Os índices e os testes cobrados nos concursos públicos raramente apresentam mudanças significativas. Porém, na PF existe um histórico de mudança. Primeiro foi em 2004 e depois em 2018. Ambas deixaram mais tranquilo para os candidatos superarem as metas. Segundo o professor, ainda há uma possibilidade de mudança no tipo de pegada da barra. A PF dá a opção do tipo pronada e suprinada e a PRF não dá opção, é somente a pronada, que é o tipo de pegada no qual os candidatos têm maior dificuldade. Então, Elon vislumbra uma mudança no tipo de pegada.

Quanto à PRF, não tem histórico de mudanças, por isso os exercícios, assim como a forma de cobrança, devem ser os mesmos do último edital. Até porque, é provável que a banca seja o Cebraspe, mesm organizadora do concurso do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), que publicou recentemente um edital onde repetiu os mesmos protocolos que a PRF. 

É possível se preparar para os 2 TAFs ao mesmo tempo?

Há uma similaridade muito grande entre os concursos da PF e PRF e é perfeitamente possível treinar para os dois ao mesmo tempo. Mas o candidato precisa lembrar que a PF e a PRF cobram três testes iguais e o quarto teste é diferente.

A PF cobra:

- barra;

- salto de impulsão;

- corrida; e

- natação.

A PRF cobra

- barra;

- salto de impulsão;

- corrida; e

- abdominal.

Então, ambas cobram quatro testes, sendo três comuns entre elas e cada uma tem um teste diferenciado.

Cuidados antes de iniciar os treinos para os TAFs

1 - Fazer uma avaliação, um checkup geral. É recomendável procurar um cardiologista e um ortopedista para ver a qualidade física, sua estrutura músculo-esquelética, sua condição cardiorrespiratória, para não ter nenhum problema que impeça ou que possa se agravar com a inserção da atividade física, dos exercícios físicos.

2 - Procurar um profissional de Educação Física especializado, que tenha experiência em testes de aptidão física, para que possa aumentar o ganho de performance do candidato.

3 - Investir em um equipamentos de qualidade. Vale a pena comprar um tênis de qualidade, com um bom sistema de amortecimento, que seja adequado para corrida e preparado para impactos.

4 - Reeducação alimentar, para que perca massa gorda, facilitando a realização dos exercícios  e, assim, evitando lesões pré-prova.

É possível se sair bem no TAF treinando sozinho? 

É muito difícil, devido ao alto grau de complexidade. Existem detalhes, principalmente no salto de impulsão horizontal, na natação, que mesmo que busquem na internet vídeos de profissionais dando dicas, possivelmente faltará informações técnicas para que ele possa ter uma eficácia na sua aprovação. Sendo assim, é de suma importância um profissional de Educação Física, não somente para o ganho de performance, mas, principalmente, para evitar lesões.

Caso o Cebraspe seja a banca escolhida para organizar os concusos PF e PRF, o que os candidatos podem esperar dos TAFs?

O Cebraspe  tem uma característica específica. A avaliação tem uma pontuação mínima para cada teste e exige que o candidato tire o mínimo em cada exercício para que não seja reprovado. Porém, esse mínimo não lhe dá garantia de aprovação, porque a organizadora exige que haja uma média. Aí, o candidato que não conseguir superar essa média estipulada ficará reprovado. Então, é importante o candidato ficar atento nas regras avaliativas, para que não possa ter nenhum tipo de problema. 

Como executar corretamente cada um dos exercícios cobrados nas provas da PF e da PRF?

Corrida

Na corrida, o candidato tem que correr 12 minutos em determinada distância. Geralmente vai de 2km até 2,4km ou 2,5km, dependendo do gênero do candidato. Para exercitar isso, os candidatos devem dobrar esse percurso durante o treinamento. Então, deve fazer entre 4,5km, 5km.

Tente percorrer, primeiramente, essa distância, podendo caminhar ou correr alternadamente ou até mesmo caminhar no início, para os que não têm bom condicionamento físico. À medida que for melhorando seu condicionamento físico, o candidato vai diminuindo o tempo. 

Mais pra frente, com um ou dois meses de treinamento, pode implementar outro tipo de exercício, além da corrida contínua. Há o intervalado, Fartlek e outros exercícios, para melhorar a performance.

Salto de impulsão horizontal

Os candidatos têm que pular uma distância pré-determinada, com os dois pés simultaneamente, até ultrapassarem a marcação exigida no edital.

Para treinar para esse teste é preciso fazer um trabalho de pliometria, trabalho de abdominal canivete e hiperextensão (chamado superman), muito importante para o candidato aumentar a flexibilidade e formar uma memória muscular e memória de movimento da técnica do salto.

Barra

Este é um exercício que muitos candidatos têm problemas, por conta do tipo de pegada. Como já dito, há a possibilidade de mudança na pegada. Mas é importante treinar com o pior tipo de pegada. Então, para o sexo masculino, é fazer a flexão dos cotovelos ultrapassando o queixo da linha da barra e retornando à posição inicial com o cotovelo totalmente estendido. E aí completa uma repetição. Para o sexo feminino, vai ser colocado o queixo acima da linha da barra e vai permanecer lá pendurada por um determinado tempo.

Atenção: um dos erros mais cometidos aqui é que os candidatos costumam flexionar muito o quadril e fazem galeio (balanço) para ter ganho de performance. Mas isso não é permitido.

Natação

Este é um teste que cobra muito do candidato, porque ele precisa ter um tempo muito grande para aprender e aumentar a performance. Então, se o concorrente não sabe nadar, é hora de começar agora, porque demora um tempo significativo para começar a ter uma melhoria na performance e tem muitas coisas que atrapalham. Por exemplo, nadar com a cabeça para frente e não alinhar o corpo. O candidato muitas vezes não tem habilidade ou tem medo de mergulhar.  Então, é um teste que tem que ter muita atenção.

Abdominal

Lembrando que este é cobrado somente no TAF da PRF. É um abdominal acoplado onde você fica preso com os pés e deve trazer os cotovelos na altura do joelho, com as mãos cruzadas na altura do ombro. É um teste muito fácil, porém no treinamento dele as pessoas erram, porque tentam fazer sempre o exercício que é pedido no edital.

 Se você fizer um trabalho de fortalecimento da parede muscular, do abdômen, como supra, infra e oblíquo, aumentando a carga periodicamente e periodicamente treinando o movimento completo, para criar a memória do gesto motor, tá valendo.

Erros comuns

Um erro clássico principalmente na corrida, no salto de impulsão, na barra e no abdominal é o candidato sempre fazer o exercício que é pedido no edital, com a expectativa de aumentar o ganho de performance; e não é isso. Existem vários exercícios para fortalecer aquelas musculaturas, que não tem nada a ver com o movimento propriamente dito, mas que vai fortalecer a musculatura exigida para cada modalidade.

Dicas para o dia do TAF

- Se programar para chegar com antecedência no local da prova.

- No dia anterior o candidato deve dormir cedo para acordar cedo e bem-disposto para se encaminhar para o local de prova com uma antecedência considerável para que não tenha o estresse pré-prova.

- Levar o atestado médico em conformidade com o edital. É importante prestar atenção como vem descrito no modelo, geralmente em anexo ao edital, e pedir para o médico copiar e colar para que o atestado fique nas mesmas nomenclaturas e, principalmente, não deixar que venha escrito "apto à atividade física". 

- Manter a tranquilidade.

- Manter atenção total nos fiscais da prova, porque naquele momento eles dão informações importantes. Não se disperse com uma conversa ou fique distraído com uma brincadeira. Aquele momento é de concentração total.

- Levar o kit sobrevivência, como alimentação, para que se na hora o candidato sentir um desconforto ou vontade de comer ou beber algo, ele tenha ali seu kit.

Fale agora com um consultor!

Publicado: 15 de September de 2020