Concurso TJ-RJ: trabalho presencial tem volta marcada

No dia 2 de agosto, Tribunal de Justiça do Rio retomará as atividades presenciais em função do avanço da vacinação contra a Covid-19.

Surge mais um indício importante de que o concurso para técnicos e analistas do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro será retomado muito em breve. O presidente do TJ-RJ, desembargador Henrique Figueira, determinou que os servidores públicos, terceirizados e estagiários, que já tenham tomado as duas doses ou a dose única da vacina contra a Covid-19, retornem às atividades presenciais no tribunal no dia 2 de agosto, desde que tenham sido imunizados 15 dias antes. Os servidores que optaram por não tomar a vacina também devem voltar ao trabalho presencial.

De acordo com a portaria divulgada no Diário da Justiça Eletrônico desta sexta-feira, 23 de julho, essa medida atende, especificamente, aqueles que:

  • Ainda não vacinados, mas que tenham sido inseridos em faixa etária ou grupo de prioridade que já foram objeto da vacinação com a segunda dose ou dose única;
  • Os servidores já completamente vacinados e inseridos em grupo de risco que possuam contraindicações médicas para retorno ao trabalho presencial. Nesse caso, eles deverão encaminhar ao DESAU relatório médico fundamentado para a devida verificação.

O TJ-RJ não confirma ainda se esse retorno ao trabalho presencial representa uma retomada do concurso público que está paralisado há um ano e quatro meses. O órgão declara apenas que aguarda por uma melhora significativa da situação pandêmica no país para remarcar as provas objetivas de maneira segura, já quem milhares de cidadão estão inscritos, o que demandaria uma logística para distribuição nos locais de prova e evitar aglomerações.

Mas ainda há esperanças de que essas provas sejam remarcadas para este ano ainda, já que o Governo do Estado anunciou a antecipação da aplicação da segunda dose da vacina AstraZeneca de doze para oito semanas. Essa medida iria favorecer uma rápida imunização completa da população fluminense e inibir o contágio das novas variantes, que já circulam pelo estado.

Outros fatores que possibilitam a retomada do concurso para técnicos e analistas judiciários são a aplicação das provas discursivas para o concurso de juízes, no início de junho, que também estava interrompido por conta da pandemia, e a mudança de presidentes na comissão organizadora da seleção.

Distribuição das 160 vagas entre os dois cargos presentes no edital

Técnico Judiciário: 85 vagas abertas para candidatos com nível médio de escolaridade. Os aprovados terão remuneração no valor de R$5.750,06.

Analista Judiciário (sem especialidade): 31 vagas para candidatos com nível superior em Administração, Direito, ou Economia). Remuneração de R$8.253,89.

Analista Judiciário (com especialidade): 44 vagas distribuídas em 13 especialidades: Assistente social; Médico; Médico psiquiatra; Psicólogo; Contador; Comissário de justiça da infância, da juventude e do idoso (exige nível superior em Direito, Administração, Serviço Social, Sociologia, Psicologia ou Pedagogia); Analista em execução de mandados (nível superior em Direito); Analista em gestão de TIC; Analista em infraestrutura de TIC; Analista de negócios (nível superior em Administração ou em Engenharia de Produção); Analista de projetos; Analista de segurança da informação; Analista de sistemas.

A remuneração em quase todas as especialidades também será de R$8.253,89. Isso por quê os analistas em execução de mandados receberão ganhos no valor de R$10.106,05.

O Tribunal de Justiça RJ contratará os aprovados pelo regime estatutário, que garante estabilidade. 

Fale agora com um consultor!

Publicado: 23 de July de 2021