Concurso PGE RJ: programa anterior é referência, diz professor

Igor Teles garante que candidatos do concurso PGE RJ, para técnico, podem estudar pelo programa de 2009. Eles precisam apenas se atentar para atualizações.

Embora a Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro (PGE-RJ) não tenha divulgado ainda as disciplinas que serão cobradas no concurso PGE RJ, para a carreira de técnico processual, é certo que Direito Administrativo será uma das matérias da prova. Embora a última seleção tenha acontecido em 2009 (na época, o cargo de se chamava técnico auxiliar de procuradoria), o professor Igor Teles, que leciona na Degrau Cultural, garante que o programa anterior é uma boa referência de estudo.

“O programa de Direito Administrativo do concurso de 2009 veio bem completo, por isso continua sendo uma boa referência de estudos. Logicamente, ocorrerá uma pequena atualização., ou seja, os candidatos precisarão estudar a nova lei de licitações e as alterações na lei de improbidade administrativa”, explicou Igor Teles.

Veja assuntos que podem cair na prova da PGE RJ

No que tange à nova lei de licitações, o professor da Degrau Cultural acredita que deverão ser cobradas, pelo menos, duas questões sobre o assunto na prova para técnico processual. “Minha aposta para esta cobrança recai nas modalidades de Licitações e contratação direta.”

Igor Teles também apontou outros assuntos que merecem atenção dos candidatos do concurso PGE RJ, pois caem com regularidade em todos os concursos públicos. São eles: atos administrativos, poderes e organização da administração. 

Realização de questões é indispensável, diz professor

Igor Teles destaca ainda que. para obter um bom rendimento em Direito Administrativo, é imprescindível que o candidato do concurso PGE RJ estude a teoria de maneira organizada para, em seguida, fazer muitas questões. “Não há como ser aprovado sem entender como o conteúdo é cobrado em questões”, garantiu.

Além das questões da última prova do concurso PGE RJ, para a carreira de técnico, o professor recomenda que os futuros candidatos resolvam também as avaliações recentemente aplicadas pela Defensoria Pública-RJ, Tribunal de Justiça-RJ e Tribunal de Justiça-SP.

“É importante que o candidato resolva também as questões da carreira de analista, pois, na atual conjuntura, as provas de nível médio estão vindo no mesmo grau de dificuldade que as avaliações de nível superior”, finalizou.

 

Fale agora com um consultor!

 

Publicado: 14 de January de 2022