Concurso PC-RJ: novo secretário traça planos para a segurança pública no Estado, favorecendo nova seleção

Novo secretário da Polícia Civil, Allan Turnowski, informa os planos da sua nova gestão e reforça a necessidade de contratar mais servidores.

O novo secretário da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Allan Turnowski, nomeado no dia 15 de setembro e reassumindo o cargo que ele ocupou anteriormente entre 2009 e 2011, concedeu entrevista ao Jornal O Globo, onde informou os objetivos dele na sua segunda gestão na PC-RJ. Desse modo, Turnowski afirmou que está traçando planos para corromper o aspecto financeiro das milícias e avançar nas investigações que estão em andamento, como a da morte da vereadora Marielle Franco, assassinada em março de 2018 e até hoje não há solução sobre o crime ou informações concretas sobre quem são os mandantes.

A sociedade precisa perceber que a polícia faz parte dela e está ali para protegê-la”, declarou Turnowski.

Mas para que o novo secretário cumpra essa meta, será mais que necessário contratar mais servidores via concurso público. A falta de um efetivo suficiente é um dos motivos que colocam o Rio de Janeiro em último lugar em um levantamento feito em onze estados pelo Instituto Sou da Paz. Os dados apontam que no Rio de Janeiro, cerca de apenas 11% dos casos de homicídios são esclarecidos.

Atualmente, a Polícia Civil registra um quadro de somente 8 mil agentes para atender a tantas ações criminosas, sendo que o exigido por lei é de 23 mil cargos ocupados. E esse problema pode ainda se agravar, pois há um grande número de agentes que estão prestes a se aposentar.

Mas há uma luz no fim do túnel, vindo com o novo concurso PC-RJ

Só a realização de um novo concurso público poderá suprir a ausência de servidores na Polícia Civil. Mas há boas perspectivas para a corporação, já que o atual secretário tem experiência em seleções anteriores (no período em que ele assumiu a chefia, ou seja, entre 2009 e 2011).

No ano de 2009, por exemplo, ele abriu o concurso de 150 vagas para delegado. Na mesma época ainda realizou as convocações dos concursos para investigador e oficial de cartório, e em 2011, antes de passar a chefia da Polícia Civil para a delegada Martha Rocha, Allan Turnowski iniciou os trâmites da seleção para perito legista.   

Desse modo, há grandes chances dos sete editais dos sete cargos contemplados no novo concurso PC-RJ serem divulgados o quanto antes, já que todos estão prontos. Porém, a corporação já determinou que só irá divulgá-los quando houver condições seguras em relação à pandemia da Covid-19.

De acordo com o que foi informado pela vice-presidente da Fundação de Apoio ao Ensino Pesquisa e Desenvolvimento da corporação (Faepol), Thaianne Moraes, as provas desse concurso devem acontecer no primeiro semestre de 2021. Ela mesma afirmou que só haverá uma definição das datas quando houver perspectiva de lançamento dos editais.

Apesar dessa incerteza, a Polícia Civil aconselha os concorrentes a seguirem focados na preparação, a fim de para conquistarem uma das 864 vagas abertas, distribuídas em sete cargos.

Confira nº de vagas, requisitos e remuneração dos diferentes cargos do Concurso PC-RJ

  • 12 vagas de Auxiliar de Necropsia: Cargo de nível fundamental completo, com remuneração de R$4.506,27;
  • 16 vagas de Técnico de Necropsia: Cargo de nível médio completo, com remuneração de R$5.277,59;
  • 20 vagas de Perito Criminal: Cargo de nível superior em Engenharia, Informática, Farmácia, Veterinária, Biologia, Física, Química ou Ciências Contábeis, com remuneração R$10.149,95;
  • 54 vagas de Perito Legista: Cargo de nível superior em Medicina, Odontologia, Farmácia ou Bioquímica, com remuneração também de R$10.149,95;
  • 118 vagas de Investigador: Cargo de nível médio completo, com remuneração de R$5.740,38;
  • 597 vagas de Inspetor: Cargo de nível superior em qualquer área, com remuneração de R$6.280,31;
  • 47 vagas de Delegado: Cargo de nível Superior em Direito, com remuneração de R$18.747,95.

 

Fale agora com um consultor!

 

Publicado: 28 de September de 2020