Concurso PC RJ: além das 1.000 vagas, polícia civil poderá ter chamada de excedentes

Confira o que o Presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Rio de Janeiro, Marcio Garcia, tem a dizer sobre o concurso e os cargos da PC RJ!

Atualmente a carência da PC RJ chega a 14 mil servidores, em todos os cargos. Mas, para diminuir este déficit de pessoal, vem aí um novo concurso para a Polícia Civil do Rio de Janeiro. A corporação já está com número de vagas e cargos definidos e tem prazo previsto para a publicação do edital. De acordo com Marcio Garcia, Professor da ACADEPOL, Inspetor da PC RJ, Presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Rio de Janeiro e Assessor do gabinete do Governador Wilson Witzel, todos os 7 editais, um para cada carreira, serão publicados até dezembro.

Fortalecimento do efetivo com preenchimento de 1.000 vagas

Ainda de acordo com Marcio, a carência de efetivo é grande, já havendo demanda por parte da categoria e da sociedade por aumento do efetivo. E, uma vez que o último concurso para a PC RJ já tem 5 anos, não tem excedentes para serem chamados. Por isso, ele defende a necessidade de concursos regulares. O Inspetor acredita que só com um efetivo fortalecido será possível entregar um trabalho de qualidade para a sociedade.

Excedentes podem ser chamados durante prazo de validade do concurso

Em entrevista a um jornal, o Professor da ACADEPOL ainda deu uma excelente notícia para os concurseiros que visam ingressar na Polícia Civil do Rio: é muito provável que os excedentes da próxima seleção pública também sejam chamados, durante o prazo de validade do concurso.

Lei 3.586/2001

Durante a entrevista Marcio Garcia também deixou uma dica para os concurseiros: se você quer garantir sua vaga na Polícia Civil, estude a Lei 3.586/2001, porque, certamente, será cobrada na prova.

Cargos que serão contemplados no próximo concurso

Auxiliar Policial de Necropsia

O Auxiliar de Necropsia é um cargo da polícia técnico-científica da Polícia Civil, para nível fundamental, com remuneração de R$ 4.506,00. Apesar de estar ligado à área de saúde, o servidor tem as mesmas prerrogativas que qualquer outro servidor da Polícia Civil: porte de arma, aposentadoria diferenciada e etc.

Atividade diretamente ligada ao IML (Instituto Médico Legal) ou aos postos de polícia regional técnico-científica, auxiliando aos Peritos e aos Técnicos em Necropsia.

Junto com Técnico de Necropsia, este é um dos cargos que, atualmente, mais tem carência dentro da Polícia Civil do estado.

Técnico Policial de Necropsia

O Técnico de Necropsia é um cargo da polícia técnico-científica da Polícia Civil, para nível médio com remuneração de R$ 5.277,00. Apesar de estar ligado à área de saúde, o servidor tem as mesmas prerrogativas que qualquer outro servidor da Polícia Civil: porte de arma, aposentadoria diferenciada e etc.

Atividade diretamente ligada ao IML (Instituto Médico Legal) ou aos postos de polícia regional técnico-científica, auxiliando aos Peritos.

Atividade similar a do Auxiliar, porém, com maior exigência técnica. Mas existe um projeto interno (que ainda não chegou na ALERJ) para que, no futuro, o cargo de Técnico e de Auxiliar sejam unificados, criando o cargo de Agente de Polícia Técnico-Científica.

Quer saber mais sobre o cargo? Preparamos um e-book especialmente para quem quer se preparar para a  área de necropsia da PC RJ. Clique aqui e baixe seu e-book!

Investigador Policial

Este cargo requer nível superior em qualquer área e oferece remuneração de R$ 5.740,38. Na Lei, este cargo está subordinado diretamente ao Inspetor e ao Oficial de Cartório. Mas, em geral, na prática não acontece isso. Costumam responder diretamente aos Delegados.  Exige carteira de habilitação (CNH) categoria B.

Integram a área de investigação e prevenção de crimes da corporação civil do estado do Rio. São os investigadores que dirigem viaturas policiais da corporação, conduzindo e garantindo a segurança de autoridades, depoentes ou suspeitos.  Além disso, os profissionais também são responsáveis por atividades ligadas ao aos aparelhos de telecomunicações dos sistemas de segurança da polícia civil e pela produção de fotografias em locais de infração penal, quando necessário ao longo de investigações.

Inspetor Policial

Foram autorizadas 500 vagas para Inspetor da Polícia Civil do Rio. Para Inspetor da Polícia Civil é exigida a escolaridade de nível superior (em qualquer área) e a remuneração inicial é de R$6.280 mensais. Também é exigida carteira de habilitação (CNH) categoria B.

Perito Legista

O cargo exige nível superior em Medicina, Odontologia, Farmácia ou Bioquímica e oferece remuneração de R$ 10.149,95. Este profissional atua em perícias de corpo de delito e necropsia.

Perito Criminal

O cargo exige nível superior em Engenharia, Informática, Farmácia, Veterinária, Biologia, Física, Química, Economia, Ciências Contábeis ou Agronomia e oferece remuneração de R$ 10.149,95. Este Perito, diferente do Legista, não tem atuação no IML. Ele é lotado no ICCE (Instituto de Criminalística Carlos Éboli) e em outros polos. 

Entre suas funções estão: fazer laudos referentes a cenas de crimes, e outras perícias, como balística, química, incêndio, etc.

Delegado

O cargo exige nível superior em direito e tem vencimento básico de R$ 18.747,95. É o profissional responsável pelas delegacias e todas as ocorrências policiais registradas em sua área de competência. É responsável por zelar pela segurança do estado e de sua população.

Preparação 

Se você quer mesmo ser um Policial Civil, precisa começar a se preparar agora mesmo! O concurso costuma ser muito concorrido. Então, comece a estudar antes mesmo que saia o edital, para ter tempo suficiente de estudar todas as matérias necessárias.

Não esqueça que além da prova teórica, existe o teste físico, também de caráter eliminatório.

Para começar, verifique editais anteriores; não só os da Polícia Civil do Rio, mas também de outros estados, para cargos similares.

 

Fale agora com um consultor

Publicado: 11 de July de 2019