Concurso PC-RJ 2020: editais devem ser lançados quando houver previsão para as provas

Informação foi concedida pelo ex-chefe da Polícia Civil, Fernando Veloso durante entrevista. Ele também afirmou que a troca de secretários não deve interferir no cronograma do processo.

O ex-chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Fernando Veloso informou que a publicação dos sete editais do Concurso PC-RJ 2020 deverá ser feita quando houver uma previsão concreta de quando as provas poderão ser aplicadas:

O edital não pode sair enquanto a Policia não tiver a previsão da data da prova. Para que o processo se dê de forma adequada. O edital sai assim que a Policia tiver previsão da flexibilização do isolamento e que o cenário não prejudique o deslocamento no processo de seleção”.

Apesar dos entraves para a publicação dos editais, Veloso acredita que eles devem ser lançados ainda este ano e pede a colaboração das pessoas para que cumpram as medidas de isolamento social para acelerar o fim da pandemia de Covid-19.

Em maio, o então secretário de Polícia Civil, declarou que seis editais do concurso PC-RJ seriam lançados em junho. Chegou a se especular que quando os editais fossem divulgados, eles poderiam não trazer as datas de prova ou que trariam uma data e as provas remarcadas em caso de aumento da curva de contágio do Coronavírus. Para Fernando Veloso, a Polícia Civil não quer publicar os editais e depois ter que remarcar a data de aplicação das provas, pontuando que, com isso, poderiam ser abertas brechas para ações judiciais e recorrentes recursos pelos candidatos.

Troca no comando da Polícia Civil

O delegado Fernando Veloso também falou, em entrevista, sobre a troca de chefia da Polícia Civil, em que Flávio Brito assumiu o posto deixado por Marcus Vinicius Braga, após este pedir exoneração do cargo. Para ele, essa mudança não deve gerar atrasos maiores na realização do concurso:

A mudança do secretário causa uma necessidade de adequações. Mas, ele já fazia parte da gestão do Marcus Vinicius, ele era o 02 da Polícia. Ele quer tanto esse concurso, porque não tem gestor que não queira recursos humanos para dar conta dessa gestão que ele tem que cumprir. A pandemia sim pode interferir”, afirmou Veloso.

Mesmo que essa crise possa postergar alguma etapa do concurso, para Veloso, a realização desta seleção é urgente, em função da carência na corporação, que já ultrapassa 10 mil policiais: “A carência é muito maior do que a capacidade de resposta que a Polícia Civil tem. Vemos isso pela vacância nos quadros. A necessidade é clara, cristalina”.

Necessidade de concursos regulares

Fernando Veloso considera que, pelo fato da corporação registrar a aposentadoria de cerca de 500 agentes por ano, a Polícia Civil deveria realizar concurso regulares para repor as vacâncias que surgirem, de preferência anualmente.

Ao ser perguntado se cargos técnico-administrativos devem ter porte de armas, Veloso declarou que esse é um direito inerente à atividade policial.

Cargos, Vagas, Requisitos e Remunerações

  • 12 vagas para Auxiliar de necropsia: remuneração de R$4.506,27 para cargo de nível fundamental completo;
  • 16 vagas para Técnico de necropsia: remuneração de R$5.277,59, cargo de nível médio completo;
  • 118 vagas para Investigador: remuneração de R$5.740,38 para nível médio completo;
  • 597 vagas para Inspetor: remuneração de R$6.280,31 para nível superior em qualquer área de formação;
  • 54 vagas para Perito Legista: remuneração de R$10.149,95 para nível superior em Medicina, Odontologia, Farmácia ou Bioquímica;
  • 20 vagas para Perito Criminal: remuneração também no valor de R$10.149,95, cargo para nível superior em Engenharia, Informática, Farmácia, Veterinária, Biologia, Física, Química ou Ciências Contábeis.
  • 47 vagas para Delegado: remuneração de R$18.474,95, para candidatos com nível superior em Direito.
Publicado: 05 de June de 2020