Concurso INSS tem histórico de muitas inscrições

Na seleção para técnicos de 2015, por exemplo, número total de inscritos superou a marca de 1 milhão de inscritos. Próximo edital está contemplado no Ploa 2022.

Concursos em nível nacional, como o do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal e para órgãos de segurança pública, como foi para a Polícia Federal, por exemplo, têm a tradição de atraírem um número alto de inscrições. E não é diferente com os concursos feitos para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), e as últimas seleções ajudam a provar essa tese.

Nos dois últimos concursos para o cargo de técnico do seguro social (2015 e 2011), que está na expectativa de ter um novo certame aberto em breve, a concorrência por vaga foi altíssima, ressaltando o interesse dos concurseiros por esse concurso. Veja o gráfico abaixo:

Como no concurso de 2015 foram oferecidas 800 vagas para técnicos, a relação resultante da concorrência foi de 1.305 candidatos por vaga. Já em 2011, quando 1.500 vagas estavam em disputa, a relação foi de 603 candidatos por vaga. É preciso frisar que os números mencionados acima são gerais, já que a concorrências dos últimos concursos do INSS foi por região.

O outro cargo contemplado no pedido por um novo concurso é o de analista do seguro social. Seus dois últimos editais foram divulgados nos anos de 2015 e 2013. Confira abaixo a quantidade de inscritos e suas respectivas concorrências:

  • 2015: 43.989 inscritos para 150 vagas - relação de 293 candidatos por vaga;
  • 2013: 164.209 inscritos para 300 vagas - relação de 547 candidatos por vaga;

LEIA TAMBÉM: Concurso BB – gerente da Cesgranrio orienta para a prova

Presidente do INSS garante que concurso está no Orçamento 2022

Na última semana, a equipe de reportagem da DEGRAU CULTURAL noticiou a informação passada pelo presidente do INSS, Leonardo Rolim, em reuniões realizadas nos dias nos dias 8 e 13 de setembro, com representantes da Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (Fenasps): de que o pedido de concurso feito pela autarquia está contemplado no Projeto de Lei Orçamentária Anual de 2022.

O secretário de Administração e Finanças da Fenasps, Moacir Lopes, confirmou que, atualmente, existe reserva para o INSS realizar o novo concurso com 7.575 vagas, e afirmou também que a federação irá pressionar o Governo Federal para que o certame saia do papel o mais rápido possível:

“O INSS tem um déficit em torno de 23 mil servidores. Inclusive, o Ministério Público Federal (MPF) havia ingressado com ação contra isso. Embora as 7.500 vagas sejam insuficientes, se de fato o Ministério da Economia autorizar o concurso será muito importante para que o órgão possa melhorar o atendimento aos segurados da Previdência, reduzir a fila e melhorar a vida das pessoas que esperam meses para serem atendida. Elas poderão ter o merecido benefício, afinal pagaram a vida inteira por este direito”, desabafou Moacir Lopes.

Segundo dados passadas pelo Portal Brasileiro de Dados Abertos em julho deste ano, o cargo de técnico do seguro social possui 13.965 cargos ocupados, enquanto outros 20.265 estão vagos. Isso significa que a autarquia trabalha hoje com apenas 40,7% do efetivo de técnico aprovado pelo plano de carreira, que é de 34.230 servidores.

A situação do quadro de analistas é um pouco melhor, mas também preocupa. O número de cargos ocupados é de 4.188, sendo que 2.386 estão vagos. Sendo assim, o INSS opera com apenas 63,7% do seu quadro total para essa carreira, que é de 6.574 servidores.

O baixo número de servidores atuando nas centenas de agências do INSS presentes em todo o país é consequência da fila de mais de 1,3 milhão de benefícios que ainda aguardam para análise e posterior concessão por parte do INSS. O Governo Federal, na tentativa de minimizar a carência, chegou a abrir um processo seletivo para a contratação de temporários (militares e civis aposentados), porém, o número de interessados foi bem inferior à oferta de vagas.

Distribuição das Vagas do próximo Concurso INSS

O Ministério da Economia recebeu do INSS o pedido para abrir 7.575 vagas, sendo 6.004 delas de técnico do seguro social e 1.571 de analista do seguro social. No primeiro cargo, o candidato precisa ter apenas o nível médio completo para concorrer, enquanto a segunda carreira exige nível superior. A expectativa inicial da autarquia é de que essas oportunidades que virão a ser autorizadas possam ser distribuídas entre várias áreas de atuação:

Técnico: Análise Reconhecimento de Direito RGPS (2.938 vagas); Combate à Fraude (734); Serviço de Apoio ao Reconhecimento de Direito (216); Serviço de Atendimento de Demandas Judiciais (40); Serviço de Cobrança Administrativa (34); Análise Reconhecimento de Direito RPPS (46); Recomposição do Quadro de Aposentados até 2023 (1.996).

Analista: Serviço Social (463 vagas); Reabilitação Profissional (702); Recomposição do Quadro de Aposentados até 2023 (406).

Quem obter a aprovação nas fases de avaliação terão remuneração de R$5.447,78 (para técnicos) e R$8.357,07 (para analistas). O INSS ainda oferece aos seus servidores assistência à saúde, auxílio-creche e gratificação natalina. As contratações ocorrem pelo regime estatutário, que assegura estabilidade no emprego.

 

Fale agora com um consultor!

 

Publicado: 22 de September de 2021