Concurso Guarda Municipal São Gonçalo-RJ: emprego das classes gramaticais - variáveis

Saber sobre o emprego de substantivos, adjetivos, verbos, pronomes, entre outros, será essencial para conquistar uma vaga na Guarda Municipal de São Gonçalo.

Os interessados em ingressar na Guarda Municipal de São Gonçalo que destina 160 vagas para pessoas com nível médio completo, devem seguir firmes e fortes na preparação para as provas marcadas para o dia 16 de agosto. Como é de praxe em um concurso público, questões de Língua Portuguesa serão sempre cobradas, afinal, esse é conhecimento básico que todo cidadão brasileiro deve possuir ao participar de algum processo que destina vagas para o mercado de trabalho.

Dentro do processo estudos, é muito importante revisar os conceitos e regras de um dos pilares do nosso idioma: a Morfologia. Junto com a Fonética, a Semântica e a Sintaxe, é na morfologia onde encontra-se as classes de palavras, suas estruturas e origens. Ao todo, são 10 classes gramaticais divididas em variáveis e invariáveis. Nesse texto, focaremos na classe de palavras variáveis.  Confira abaixo um resumo sobre cada uma delas.

Substantivo

Sua origem vem de “substância”, referente ao fundamento de algo. É nela em que se nomeiam objetos, pessoas, lugares e coisas. Nessa classe, as palavras são distribuídas em nove tipos:

Substantivo Próprio: Serve para individualizar um ser, separando-o dos demais. Ex.: Maria, Felipe, Rio de Janeiro, Degrau Cultural.

Substantivo Comum: Dá-se o mesmo nome a vários objetos e coisas. Ex.: rede, tesoura, caderno, professor.

Substantivo Simples: Aqueles que possuem apenas um radical na sua composição. Ex.: mesa, pão, dente, som.

Substantivo Composto: Aqueles que possuem mais de um radical na composição. Ex.: aguardente, erva-doce, couve-flor, micro-ondas.

Substantivos Concretos: Refere-se a objetos concretos, que não dependem de outro para existir. Ex.: balde, abelha, bola, máscara.

Substantivos Abstratos: Refere-se a fenômenos, sentimentos e acontecimentos que dependem de outro para existir. Ex.: Amor, trabalho, guerra, tempestade.

Substantivos Primitivos: Aquele que não é derivado de nenhuma outra palavra. Ex.: Café, limão, olho, céu.

Substantivos Derivados: Aqueles que são derivados de outra palavra. Ex.: Cafezal, limonada, olheira, celestial.

Substantivos Coletivos: Refere-se a uma coleção de seres, objetos ou coisas. Ex.: cardume (de peixes), rebanho (de gado), multidão (de pessoas), orquestra (de instrumentos).

Adjetivos

São palavras que exprimem alguma qualidade ou característica ao substantivo.

Exemplos: Caneta azul, prova fácil, salário atrativo, aula interessante.

Nessa classe, encontramos as locuções adjetivas, que é uma forma “disfarçada” do adjetivo, pois existe a partir da junção de uma preposição com um substantivo.

Exemplos: Homem sem fé, café com açúcar, presente de Deus.

Artigo

Palavras que antecedem o substantivo para esclarecer três dúvidas sobre ele: Se o substantivo é definido ou indefinido; Se o substantivo é masculino ou feminino; e Se o substantivo está em forma singular ou plural.

Ele é representado por: o, os, a, as (artigos definidos) um, uns, uma, umas (artigos indefinidos).

Numeral

São palavras com função quantitativa dentro de uma oração. Ela é classificada em numerais cardinais (um, dois, três, quatro...) ordinais (primeiro, segundo, terceiro, quarto...), multiplicativo (dobro, triplo, quádruplo), e fracionário (meio, terço, décimo).

Pronomes

Falamos sobre essa classe gramatical para quem pretende ingressar na Procuradoria Geral do Estado (PGE-RJ), que fará, em breve, concurso para técnico processual. Resumidamente, é a palavra que substitui ou pode substituir o substantivo. Há seis tipos de pronomes:

Pronome Pessoal: cumpre a função de substituir a pessoa em uma construção gramatical. Ele é dividido em caso reto (eu, tu, ele, nós, vós, eles), caso oblíquo (me, mim, comigo, ti, te, contigo, se, si, consigo, o, a, lhe, nos, conosco, vos, convosco, os, as, lhes) e de tratamento (você, Vossa, Santidade, Vossa Excelência, Vossa Majestade)

Pronome Possessivo: trazem a ideia de posse sobre algo. Exemplos: (meu, seu, teu, nosso, vosso)

Pronome Indefinido: determina o pronome de forma vaga e/ou imprecisa. Exemplos: (algum, bastante, cada, certo, diversos, mais, nenhum, outro, pouco, qualquer, quanto, quem, tanto, todo, vários).

Pronome Interrogativo: como diz o nome, trazem o conceito de dúvida. Exemplos: (Quê, Quando, Qual, Quanto).

Pronome Demonstrativo: serve para indicar o substantivo. Exemplos: (esse, este, aquele, outro, próprio).

Pronome Relativo: Faz referência a um termo de outra oração, a qual não esteja inserido. Exemplos: (Quem, Que, O qual, cujo).

Verbo

Palavra que expressa a realização de alguma ação, ou mesmo representa o resultado dessa ação. O verbo surge de diversas formas em uma construção sintática. Pode ser Intransitivo, quando o verbo aparece de forma completa, e pode ser Transitivo, quando o verbo necessita de complemento.

Verbo Intransitivo: Choveu (não precisa de complemento)

Verbo Transitivo: Luana viu (precisa de complemento, pois Luana viu alguma coisa).

O verbo encontra-se em diversas vozes dentro de uma frase, podendo ser em:

Voz Ativa: Quando o sujeito pratica a ação verbal. Exemplo: A Prefeitura lançou o edital.

Voz Passiva: Quando o sujeito recebe a ação verbal. Exemplo: O edital foi lançado pela Prefeitura.

Voz Reflexiva: Quando o sujeito pratica e recebe, simultaneamente, a ação verbal. Exemplo: Lançou-se o edital.

Dentro de uma oração, o verbo pode ser conjugado em diversas formas. Pode ser em modo (Indicativo, Subjuntivo e Imperativo), em formas nominais (Infinitivo, Gerúndio e Partícipio) e em tempo (Presente, Pretérito imperfeito, Pretérito perfeito, Pretérito mais-que-perfeito, Futuro, Futuro do presente e Futuro do pretérito).

Em breve, publicaremos sobre as classes gramaticais invariáveis, que vão ajudar os concorrentes a Guarda Municipal de São Gonçalo a conseguir o melhor desempenho possível nas provas objetivas.  

Fale agora com um consultor!

Publicado: 01 de July de 2020