Concurso DPE-RJ: saiba o que fazem os Técnicos da Defensoria

A Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro (DPE-RJ) está organizando uma nova seleção de servidores para o órgão. A banca organizadora do Concurso DPE-RJ já foi definida, será a FGV, e serão contemplados cargos da área de apoio, dos níveis médio e superior. O edital deve sair durante o mês de dezembro.

Ainda não há informações oficiais sobre um quantitativo exato de vagas. Entretanto, já é possível se ter uma ideia de quais serão os cargos presentes na seleção e o quantitativo de vagas destinados para cada um.

Os cargos do Concurso DPE-RJ

Isto porque os cargos da área de apoio administrativo da Defensoria são: Técnico Médio de Defensoria, Técnico Superior Jurídico e Técnico Superior Especializado. Considerando a relação de carências de funcionários por cargo da DPE, chegamos ao provável quantitativo de 176 vagas distribuídas em:

- 52 vagas para Técnico Médio de Defensoria (nível médio)

- 79 vagas para Técnico Superior Jurídico (nível superior em Direito)

- 17 vagas para Técnico Superior Especializado (nível superior em áreas específicas)

Mas afinal de contas, você sabe quais são as atribuições dos Técnicos Médios e dos Técnicos Superiores Jurídicos? Qual a contribuição destes profissionais no funcionamento de um cargo tão importante para as instituições democráticas de um país?

Se você se interessou pelas oportunidades mas não sabe ao certo o que esperar destas carreiras, vamos te dar uma luz sobre o funcionamento destes que devem ser os cargos mais oferecidos na seleção.

As funções do Técnico Médio da Defensoria

A principal tarefa desempenhada pelos Técnicos Médios da Defensoria é a de atender ao público e estabelecer o primeiro contato com os possíveis beneficiados pelo órgão. Em linhas gerais, são os responsáveis por fazer a triagem de que casos são pertinentes para a esfera estadual ou federal, ou até mesmo nenhuma das duas, e repassá-las aos defensores mais indicados para cada caso.

Deste modo, é um cargo de grande relevância e responsabilidade dentro da DPE-RJ. Apesar de exigir apenas o diploma de ensino médio, a função exige certo conhecimento de Direito, para que se possa avaliar estas situações cotidianas do órgão. A remuneração inicial do cargo é de R$ 3.206,47

As funções do Técnico Superior Jurídico

Os Técnicos Superiores Jurídicos, por outro lado, prestam um apoio técnico mais especializado aos defensores públicos, atuando de maneira mais próxima. São responsáveis auxiliar na elaboração de teses, pesquisas e atualização relacionadas a doutrinas do Direito e jurisprudência.

Além disso, os Técnicos Superiores Jurídicos também lidam com o público e tem a função de acompanhar o andamento de processos e decisões finais dos Tribunais Superiores. O cargo requer graduação em Direito e o salário é de R$ 3.948,47

Fale agora com um consultor
Publicado: 05 de December de 2018