Concurso da Receita é esperado para o ano de 2019

A Receita Federal é o órgão responsável pela arrecadação, fiscalização e cobrança dos impostos que sustentam a máquina pública brasileira (além de fiscalizar o comércio exterior). Sendo assim, o órgão é de extrema importância logística para o funcionamento do país, uma vez que é o motor da economia brasileira.


Nos últimos anos, apesar de toda sua relevância, o órgão tem sofrido fortemente com o deficit de funcionários. Estimativas do Sindireceita, organização sindical ligada ao órgão, apontam que a Receita opera atualmente com 40% do efetivo necessário. Além disso, 47% dos servidores administrativos já estão em condições de se aposentar, o que pode agravar ainda mais o quadro.


Pedido da Receita Federal pode chegar a 5 mil vagas


Atualmente, o órgão tributário tem um pedido de concurso tramitando no Ministério da Economia (que agregou as funções do extinto Ministério do Planejamento). No documento, são solicitadas 2.083 (1453 para o cargo de analista tributário e 630 para o de auditor-fiscal).


Esse número, contudo, pode se tornar ainda maior, chegando a 5 mil vagas, uma vez que o órgão trabalha para aumentar o pedido em decorrência do aumento constante da carência de servidores. O déficit de pessoal no órgão chega aos 17 mil funcionários.


Os interessados no cargo de analista tributário precisam ter graduação de nível superior e recebem inicialmente salário de R$11.639,24. Os auditores-fiscais tem o mesmo grau de exigência acadêmica (superior completo em qualquer área) e a remuneração inicial é de R$20.123,53. A carga horária dos cargos é de 40 horas semanais.


Último Concurso Receita Federal ocorreu em 2014


Os últimos concursos da Receita Federal, para estes cargos específicos de auditor-fiscal e analista tributário, foram realizados em 2014 e 2012, respectivamente. Ambas as provas foram organizadas pelo Esaf e os conteúdos abordados em cada uma seguem abaixo:



Disciplinas para auditor-fiscal:


– Língua Portuguesa


– Espanhol ou Inglês


– Raciocínio Lógico-Quantitativo


– Administração Geral e Pública


– Direito Constitucional


– Direito Administrativo


– Direito Tributário


– Auditoria


– Contabilidade Geral e Avançada


– Legislação Tributária


– Comércio Internacional e Legislação Aduaneira



Disciplinas Analista Tributário:


- Língua Portuguesa


- Espanhol ou Inglês


- Raciocínio Lógico-Quantitativo


- Direito Constitucional


- Direito Administrativo e Administração Geral,


- Direito Tributário, Contabilidade Geral, Legislação Tributária e Aduaneira (área Geral); OU Direito Tributário, Contabilidade Geral e Informática (área de Informática)


Fale agora com um consultor
Publicado: 11 de January de 2019