Como aprender matérias difíceis para concursos públicos

Confira 6 dicas para aprender aquelas matérias que todo concurseiro tem dificuldade. Até porque, elas serão o diferencial para garantir sua aprovação. Entenda!

Começar a estudar para um concurso público pode ser difícil para muitos concurseiros. E, após montar o plano de estudos, é comum que muitos estudantes deixem as matérias mais difíceis, ou que gostem menos, para estudar por último. Entretanto, essa escolha pode ser um grande erro e, inclusive, colocar em risco o sonho da aprovação.

Mas você sabia que existem técnicas para estudar qualquer matéria, até mesmo aquelas que você não gosta ou que considera difícil? Para a maioria dos candidatos, aprender as matérias que gostam é fácil. Porém, o segredo da aprovação está, justamente, em dominar também aqueles conteúdos nos quais o concurseiro apresenta dificuldade. Isso porque é nessa disciplina que o candidato vai conseguir o diferencial necessário para uma aprovação.

Porém, como ter paciência e êxito ao estudar um assunto no qual você tem dificuldade? Aprenda!

1 - Mude sua atitude mental em relação a matéria que tem dificuldade

O primeiro passo é mudar sua atitude mental em relação à matéria que tem dificuldade. Não existe matéria chata ou matéria difícil, mas sim matéria que você não aprendeu a estudar ou tem mais dificuldade que outras. Então, isso é o que você precisa ter em mente para começar a aprender.

2 -  Estude diariamente

Você não precisa - e nem deve - passar muitas horas por dia estudando uma mesma matéria. É mais recomendado que você estude um pouco todos os dias. E, ao contrário do que a maioria faz, as matérias nas quais você tem mais dificuldade, devem aparecer no seu cronograma de estudos com mais frequência do que as matérias que você gosta e tem facilidade em aprender.

3 - Resolva exercícios

A resolução de exercícios é a melhor forma que você tem de conferir se, de fato, aprendeu o que estudou. Portanto, quanto mais exercícios você fizer, mais fácil vai conseguir fixar a matéria  ver se realmente aprendeu.

4 - Explique o assunto para você mesmo

Imagine que você está dando uma aula e explique o assunto em voz alta. Assim você terá que entender o assunto para explicar com suas palavras, estará repetindo e ouvindo. Logo, fica muito mais fácil memorizar o conteúdo estudado. Busque criar perguntas que poderiam ser feitas sobre o assunto e faça cartões com essas perguntas. Vá tirando aleatoriamente os cartões e procurando responder as perguntas.

5 - Faça revisões mentais antes de dormir

Um bom momento bom para fazer revisão da matéria que foi vista no dia é antes de dormir, como última coisa a estudar no dia. Nesse momento, o cérebro está se preparando para descansar e, portanto, não é recomendado tentar aprender coisas novas. Mas usar esse tempo para revisar as anotações de todas as matérias estudadas no dia é uma ótima maneira de ajudar a fixar o conteúdo na memória de longo prazo.

6 - Mantenha-se longe das distrações 

Vivemos uma vida cheia de distrações. Para onde olhamos há estímulos capazes de tirar nosso foco. Eles podem ser inofensivos em alguns momentos. Mas quando precisamos nos concentrar de verdade, como na hora dos estudos, por exemplo, esses estímulos podem ter um efeito extremamente negativo na nossa capacidade de concentração. Por isso, é extremamente avaliar os estímulos capazes de te desconcentrar e mantê-los longe de você, enquanto estuda. E se quiser saber mais como se manter longe das distrações, clique aqui e confira a matéria que fizemos sobre o tema.

 

E se você tem dificuldade de estudar sozinho, clique aqui e conheça nossos cursos presenciais, Degrau Live (com aulas à distância, mas ao vivo e super interativas) e online! Algum deles pode ser o "empurrãozinho" que você precisa na sua preparação.

Fale agora com um consultor!

Publicado: 28 de September de 2020