7 Dicas para fazer uma boa prova de concurso público

Saiba o que você precisa fazer na véspera e no dia da prova para ter um bom desempenho e conquistar a tão sonhada aprovação.

Depois de muitos dias estudando, lendo exaustivamente os livros, apostilas, assistindo às aulas presenciais, videoaulas, entre outras formas de adquirir conhecimento, chegou o momento tão esperado: o dia das provas.

Muitos concurseiros recorrem às superstições e às crenças para se darem bem. Tem também aqueles que vão às provas confiantes e destemidos, e ainda há aqueles que ficam muito nervosos, têm o temido "branco" na hora da prova, sofrem, têm diarreia, etc. Pensando em todos os tipos de concurseiros, separamos sete dicas essenciais que vão te ajudar a conseguir um bom desempenho no dia das provas e poder comemorar no fim do processo.

Dica 1: Durma bem na noite anterior à prova

Quem nunca teve aquela insônia, pesadelo, uma noite mal dormida, e no dia seguinte, acordou cansado, indisposto, querendo dormir até em pé? Muitos devem ter respondido: SIM. Pois bem, isso não pode acontecer no dia da prova, pois influenciará diretamente na sua concentração durante as horas em que estiver realizando a prova.

Sabemos que vários concurseiros costumam virar as noites para esgotar todo o conteúdo programático do concurso. Mas recomendamos que nas semanas que antecedem à prova, você evite isso, e procure criar o hábito de dormir, pelo menos, oito horas por dia, para que seu cérebro se acostume a essa rotina até à véspera da prova e para que ele funcione a todo o vapor na hora que você mais precisa.

Dica 2: Não estude no dia da prova

Se você não estudou o suficiente para prestar alguma prova de um concurso público, não vai ser justamente no Dia “D”, que você vai meter a cara nos livros. O nosso cérebro precisa de um descanso para poder trabalhar bem na hora da prova. Se você vai prestar, por exemplo, o concurso para técnico ou analista do Tribunal Judiciário, não deixe para estudar noções de direito e legislações, que são assuntos bem densos, há poucas horas da prova, com o pressuposto de que assuntos lidos recentemente ficam fixados na mente. Não ficam! Pelo contrário, o excesso de informações recém-captadas podem ficar embaralhadas e causar confusão na hora da pressão. Se você se preparar bem ao longo do processo, você não esquecerá do que aprendeu.

Dica 3: Alimente-se bem na véspera e no dia da prova

Além de cuidar da mente, você deve se atentar também ao corpo. Por isso, mantenha a alimentação que você tem feito ao longo dos dias. Não é recomendável você mudar o cardápio e experimentar comidas novas bem na véspera ou no dia da prova, pois seu organismo pode não reagir muito bem à novidade. Procure também comer e beber apenas o necessário, para que você não precise ir ao banheiro constantemente.

Dica 4: Não dê chance ao azar

Por mais que a gente se planeje, o imponderável sempre pode acontecer. Para evitar situações que te desconcentrem ou mesmo que o impeça de chegar na hora da prova, acompanhe a previsão do tempo para saber se vai chover, pesquise no Google Mapas o caminho mais adequado para chegar ao local; e lembre-se: quanto mais cedo você sair de casa, menos riscos você correrá. Ainda na seara do improvável, é bom deixar separados os documentos obrigatórios para levar, a caneta que vai usar, deixe tudo isso à mão para não esquecer de nada. Em resumo, esteja pronto para tudo.

Dica 5: Se puder, sente longe da porta

O entra e sai de candidatos durante a realização das provas pode desconcentrar quem estiver sentado próximo à porta. Não seja esse candidato. Chegue cedo e procure um local na sala em que você esteja focado somente no papel, longe da porta, longe do ventilador ou ar-condicionado (se tiver) e até mesmo longe da mesa do aplicador da prova.

Dica 6: Planeje bem o seu tempo          

Alguns candidatos têm o costume de fazer a prova exatamente na ordem. É preferível que você comece pelas questões mais fáceis, não gastado muito tempo para respondê-las e, depois, vá as questões de média e alta complexidade, dedicando um tempo maior, com mais calma e atenção. Essa é uma estratégia muito eficaz, pois você não gasta toda sua energia mental logo no início de prova. Caso você faça o contrário, será quase improvável responder toda a prova de forma calma e consciente, sendo obrigado a usar um recurso nem um pouco aconselhável para quem deseja sair aprovado no concurso: o "chute".

Saber controlar os minutos e segundos também será fundamental na parte discursiva, caso haja. Leia atentamente o tema proposto pela banca. Procure ser objetivo, indo direto ao ponto, não esquecendo de citar exemplos para reforçar sua linha de raciocínio. Dependendo do tempo disponível para responder toda a prova, reserve um tempo maior para responder a questão discursiva, para que você possa produzir um texto coerente, claro e com uma boa caligrafia para facilitar a correção.

E, por fim, reserve um tempo para preencher o gabarito, de preferência ao final da prova, com a maior calma e atenção possível para não marcar nenhuma alternativa errada por descuido.

7 – Seja humilde

Não pense que você chegou ao dia da prova sabendo tudo de cor. A auto-confiança super elevada pode te prejudicar e te fazer cair em possíveis “pegadinhas” que estejam na prova. Não subestime a banca, a disciplina, o nível da prova, nem nada. Seja humilde e esteja focado para acertar o máximo de questões objetivas possível e dissertar suas respostas discursivas da forma mais simples e direta.

Seguindo essas dicas e acreditando no seu próprio potencial, tenha certeza: a aprovação virá! Só dependerá de você.

Publicado: 21 de May de 2020