5 razões para você começar a estudar agora mesmo para o concurso Petrobras

Para garantir uma das mais de 4 mil vagas oferecidas pela Petrobras, não se pode perder mais tempo e iniciar a preparação o quanto antes.

Há exato um mês, o mundo dos concursos públicos foi surpreendido por um edital que não era anunciado na mídia tampouco esperado no serviço público. A Petrobras, maior empresa pública do Brasil, abriu um concurso com 4.537 vagas distribuídas em 24 ênfases (nomeação para áreas específicas). As inscrições foram abertas no mesmo dia e se encerraram em 5 de janeiro.

Muitos concurseiros, como você (assim espero) iniciarem os estudos assim que tiveram acesso ao edital de abertura, que se encontra no portal do Cebraspe, banca organizadora desse concurso. Mas há também aqueles que até se inscreveram, se interessarem na ampla oferta de vagas oferecidas pela empresa, mas optaram por esperar passar as festas de fim de ano e aproveitar o início de 2022 para descansar, curtir o verão (aonde teve sol, é claro!) e ainda não pegaram no conteúdo programático das provas para se jogar nos estudos.

É arriscado, mas dá tempo para você reunir o máximo de informações necessárias para se sair bem nas provas que vão acontecer no dia 20 de fevereiro, ou seja, há quase um mês. Para te motivar a estudar de forma voraz e consistentes, listamos cinco razões que deverão ser vistas por você todos os dias até às provas.

Razão 1 – Expressiva remuneração

Vamos falar a língua que a maioria das pessoas entendem: o dinheirês. Em todas as ênfases contempladas no edital, o salário-base para o servidor será de R$ 6.937,43.

Com o pagamento do vale-alimentação de R$1.254,48 mensais e vale-refeição R$192 de vale-refeição, além do plano de saúde (médico, hospitalar, odontológico, psicológico e benefício farmácia), benefícios educacionais para dependentes, inclusão no Programa de Assistência Especial (PAE) destinado a pessoas com deficiência e filhos de empregados, Prêmio por Performance (PPP) e Participação nos Lucros e Resultados (PLR), tudo isso, faz com quem um profissional da Petrobras receba no início de carreira até R$11.716,82. É uma remuneração considerável em tempos de produtos e serviços cada vez mais caros.

Razão 2 – Muitas vagas em disputa

Lembrando sempre da máxima dos concursos públicos: “você só precisa de uma vaga”. Mas quando se tem 4.537 vagas disponíveis, fica mais fácil de conseguir essa única vaga. Pelo menos, na teoria.

A maior parte dessas vagas se encontra na ênfase de Engenharia de Equipamentos - Mecânica (158 imediatas e 790 no cadastro reserva), seguida por Engenharia de Produção (101 imediatas e 505 no cadastro reserva) e Engenharia de Petróleo (97 imediatas e 485 no cadastro reserva) fecha o Top 3.

Outra área que apresenta um expressivo número de oportunidades é a de Administração – são 198 vagas no total, 33 imediatas e 165 para cadastro de reserva.

As demais vagas de trabalho se encontram nas ênfases de: Comércio e Suprimento, Transporte Marítimo, Engenharia de Software, Infraestrutura, Processos de Negócio, Ciência de Dados e Economia, Engenharia (Ambiental, Civil, Elétrica, Eletrônica, Inspeção, Terminas e Dutos, de Processamento, de Segurança de Processo e Naval), Geofísica (Física e Geologia) e Geologia.

Na maioria delas, é preciso ter nível superior em áreas específicas, detalhadas no edital.

Razão 3 – A concorrência promete ser grande

Se o número de vagas é bastante alto, consequentemente, o número de inscritos também não ficará no diminutivo. Conforme a Petrobras informou no último dia 11, a parcial de candidatos com a inscrição concluída está em 212 mil participantes. Isso resultaria numa concorrência de 46,72 candidatos por vaga.

É preciso lembrar que o prazo para o pagamento da taxa de inscrição NÃO ACABOU! Os candidatos que já se inscreveram tem até o dia 28 de janeiro para se dirigir a uma agência bancária e pagar a taxa de inscrição no valor de R$79,83 até o dia 28 de janeiro.

Se você pertencia ao grupo de candidatos não possuíam condições socioeconômicas para pagar a taxa de inscrição, já pode conferir o resultado preliminar dos pedidos de isenção. Se você teve o seu pedido negado, ainda dá tempo de recorrer contra o resultado. O Cebraspe está recebendo o recurso desses concorrentes até às 18h de amanhã, dia 18.   

Razão 4 – Estilo “Certo ou Errado”

Agora, concurseiro, é aquele momento de você parar de inventar desculpas para não estudar e iniciar a preparação para as provas do Concurso Petrobras, que estão já batendo na porta.

No dia 20 de fevereiro você terá que responder a 120 questões, 50 de Conhecimentos Básicos (Língua Portuguesa e Língua Inglesa) e 70 de Conhecimentos Específicos.

Para ser aprovado é necessário que atinjas nota igual ou superior a dez em Conhecimentos Básicos, a 21 na parte Específica e 36 no conjunto das provas.

E diferentemente do que muitos pensam sobre as provas do Cebraspe, o formato “Certo ou Errado” se mostra melhor do que o de múltipla escolha, já que ele só te dá duas opções de resposta: Certo ou Errado.

Apesar de que um erro numa determinada questão anula um acerto em outra questão, você tem muito mais chances de acertar uma questão do que numa prova com cinco opções de alternativa. Mas é claro, esse formato não admite o bom, velho e manjado “chute”. Portanto, nada de moleza e dedique-se com afinco na leitura e revisão dos conteúdos.

Razão 5 – Trabalhar na principal estatal do Brasil

A quinta e última motivação para você não desperdiçar essa oportunidade por nada é que você, se aprovado, irá trabalhar na 24ª maior empresa do mundo segundo o levantamento anual do Boston Consulting Group (BCG) intitulado “Value Creators Ranking”, publicado em abril de 2021, mesmo anos depois dos escândalos de corrupção que afetaram a imagem da estatal aqui no Brasil e lá fora.

Além disso, os profissionais empregados pela Petrobras tem a possiblidade de progredirem na carreira, por meio de processos de desenvolvimento e mobilidade, sendo promovidos para Pleno, Sênior e Master. Fora que a ascensão na carreira é algo praticamente comum dentro da empresa, levando um coordenador alçar o cargo de gerente executivo, ou mesmo um especialista crescer dentro da Petrobras e se tornar um consultor.

Essas cinco razões se transformarão em um “combustível” a mais para que você, concurseiro, se dedique dia e noite para ingressar no quadro de funcionários da Petrobras. Resta você me dizer: vai iniciar agora os estudos ou vai postergar esse início por mais uma semana?

 

Fale agora com um consultor!

 

Publicado: 17 de January de 2022