5 dicas para manter a concentração na hora de estudar para concursos públicos

Confira 5 dicas que nossos especialistas separaram para você não perder a concentração durante os estudos para as provas de concurso público!

Conquistar uma vaga em um concurso público é o sonho de muita gente e, sem dúvida alguma, uma grande conquista pessoal. Mas, para chegar lá é preciso foco, determinação e muitas horas de estudo. Portanto, se você está entre os que sonham em passar para algum concurso, saiba que não existe nenhum grande segredo. Sua aprovação depende basicamente de você e das escolhas que você faz hoje.

Como já dito, no caminho para a aprovação, estudo árduo, dedicação e foco são primordiais. No entanto, só isso também não basta. É preciso, também, saber controlar a ansiedade. Afinal, ignorar isto é o motivo pelo qual muitos concurseiros, mesmo seguindo todos os outros passos, acabam indo mal na hora da prova. 

A ansiedade e o nervosismo podem colocar tudo a perder, prejudicando - e muito - o desempenho do candidato, tanto na hora dos estudos, quanto na hora de realizar a prova de fato.

Sendo assim, cuidar da sua saúde mental é tão importante quanto dominar todo o conteúdo do edital. Aprender a manter-se calmo e tranquilo é essencial para obter um resultado satisfatório. 

Manter a concentração na hora dos estudos permite que o candidato não só  absorva melhor os conteúdos, como também, que consiga lembrar do que estudou na hora de resolver as questões da prova. E existem algumas técnicas para isto.

Para te auxiliar a manter a concentração na hora de se preparar para o concurso público dos seus sonhos, separamos aqui 5 dicas infalíveis, para você começar a aplicar agora mesmo e conseguir a concentração necessária para reter o conteúdo estudado! Confira!

1 - Organize seu ambiente de estudos e seu tempo

Crie um “ritual” de estudos, para seu cérebro entender que quando você começar aquele ritual, é hora de trabalhar sério. Se possível, separe um ambiente só para estudar. Isso, inclusive, vai te ajudar a não ser interrompido durante os estudos. Se você mora com alguém, deixe claro que,  enquanto você estiver ali, não devem haver interrupções. É preciso, também, que o ambiente seja limpo e organizado e que tenha tudo que você vai precisar ao seu alcance. Isso vai evitar que você fique levantando o tempo todo para buscar as coisas e perca o foco. Além do mais, um ambiente organizado ajuda na organização dos pensamentos. Separar um horário para estudar também é muito importante, porque evita a procrastinação.

2 - Divida a jornada de estudos em intervalos menores

Dividir o tempo que você tem disponível para estudar em intervalos menores é uma das melhores maneiras de manter a concentração. Isso porque depois de um tempo fazendo a mesma coisa é normal que você canse e pare de prestar atenção naquilo. Mas, criando pequenos intervalos entre um bloco de estudo e outro, você evita que isso aconteça. Por exemplo: você pode dividir o conteúdo que tem para estudar no dia em  3 tempos de 40 minutos, com intervalos de 15 minutos entre um tempo e outro. Use esses intervalos para ir ao banheiro, beber água, comer alguma coisa, alongar o corpo, conversar com um amigo, responder e-mails ou ouvir uma música.

3 - Faça meditações e aprenda a controlar sua respiração

Você já deve ter escutado por aí alguém entoando o “mantra”: inspire, expire e não pire! E é pura verdade: controlar a respiração, certamente, pode te ajudar a não surtar. principalmente, quando você tem uma rotina estressante e prazos para cumprir. Então, sempre antes de sentar para estudar, procure fechar os olhos por alguns instantes e se concentrar na sua própria respiração. Quando inspirar, deixe a respiração vir do fundo do seu abdômen até o peitoral. Na hora de soltar o ar, faça o contrário: comece soltando o ar do peitoral e por último recolha o abdômen. Faça isso por pelo menos 5 minutos todos os dias e você verá como se sentirá mais focado e com a mente no momento presente. E se para você for difícil meditar sozinho, há aplicativos para isso e meditações guiadas no YouTube. Comece como for possível e você, em pouco tempo, começará a perceber todos os benefícios que esta atividade é capaz de te proporcionar. A ciência já comprovou que a meditação favorece e amplia a concentração, diminui os níveis de cortisol no sangue (hormônio relacionado ao estresse), auxilia no tratamento da ansiedade, aumenta a energia, melhora a qualidade do sono e aumenta a imunidade.

4 - Deixe os aparelhos eletrônicos desligados

A tecnologia, se bem empregada, pode ser uma aliada na hora dos estudos. Porém, a gente sabe que é muito difícil manter a concentração nos estudos, quando temos um celular vibrando ao lado, um alerta do Facebook piscando na tela, um telefone tocando ou nosso filme favorito passando na TV. Então, para evitar distrações, o ideal é manter TV desligada e o celular bem longe na hora de estudar. Evite também a tentação de ficar entrando nas redes sociais, onde uma coisa acaba te levando até outra, até que, quando você percebe, já perdeu horas de estudo.

5 - Evite estudar fazendo outra coisa ao mesmo tempo

Com tantas distrações ao nosso redor, é muito comum que a gente queira fazer várias coisas simultaneamente, para “ganhar tempo”. Muita gente, inclusive, acredita que é possível estudar vendo televisão, assistir uma palestra enquanto lê um artigo, ou coisas do tipo. Mas a verdade é que seu cérebro só consegue se concentrar de verdade em uma única atividade de cada vez. Esta capacidade de realizar várias tarefas simultaneamente - e com qualidade - já foi posta em prova por pesquisadores da Universidade Stanford, na Califórnia; e eles descobriram que, ao contrário do que muitos pensam, pessoas que se dedicam a diversas tarefas ao mesmo tempo, possuem menor capacidade de ignorar dados irrelevantes e, consequentemente, de se concentrarem no que é, de fato, importante. Com isso, podemos concluir que, tentar fazer muitas coisas ao mesmo tempo, acaba fazendo com que você não conclua nenhuma delas; pelo menos, não com a qualidade esperada. Sendo assim, quando você tenta fazer várias coisas ao mesmo tempo, acaba não se concentrando o suficiente em nenhuma delas, pois seu cérebro fica alternando a atenção entre as informações “concorrentes” e elas acabam não sendo retidas pela memória. Isso, ao longo do tempo, ainda te gera um desgaste, acarretando em perda de foco, ansiedade e estresse. 

 

Publicado: 24 de March de 2020