PF e PRF deverão receber novos concursos ainda em 2019

Duas das instituições de segurança mais importantes do Brasil, a Polícia Rodoviária Federal organizaram recentemente concursos públicos para convocação de novos agentes para seus quadros. O Concurso PF ocorreu no segundo semestre do ano passado, e o da PRF ocorreu em fevereiro, no último dia 3.

Ambas as corporações estão passando por dificuldades em relação à quantidade de funcionários. O deficit de policiais rodoviários federais, segundo estimativas da FenaPRF, ultrapassar os 3 mil servidores. A carência na Polícia Federal, por outro lado, é ainda maior: em janeiro de 2018, apontava falta de 4.010 servidores.

Com isso, apesar de as seleções terem ocorrido muito recentemente, já se especulam novos concursos tanto para a PF quanto para PRF. Resumimos a situação atual de cada uma das seleções e os destaques das carreiras.

 

Diretor-geral da PRF diz que lutará por concursos anuais

No mês passado, durante sua posse como novo diretor-geral da PRF, Adriano Marcos Furtado reconheceu as dificuldades enfrentadas pela corporação pela falta de efetivo e se comprometeu a lutar por seleções anuais. Durante o evento, representantes da Federação Nacional de Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF) corroboraram com a fala de Furtado.

A possibilidade já vinha sendo ventilada desde o ano passado. O ex-diretor geral da corporação, Renato Dias, foi questionado em sua página no Facebook sobre um possível Concurso PRF em 2020. O então mandatário afirmou que a corporação trabalha para uma seleção neste ano mesmo.

Os agentes da Policia Rodoviária Federal exercem o trabalho de patrulhamento, fiscalização e repressão de crimes nas principais vias intermunicipais e interestaduais ao redor do país. Para ingressar na carreira, é necessário formação de nível superior em qualquer área e a remuneração inicial é de R$10.357, contando com o vale-alimentação de R$458 (atualizados em 2019).

 

Fortalecimento da Polícia Federal é um dos focos do governo Bolsonaro

Não é mistério para ninguém que uma das grandes prioridades do novo governo federal, presidido por Jair Bolsonaro, é a questão da Segurança Pública. A campanha do presidente se baseou no combate à violência urbana, ao crime organizado e à corrupção. O escolhido para assumir o Ministério da Justiça, o ex-juiz Sério Moro, já destacou a importância da PF para o novo governo.

Com isso, torna-se cada vez mais provável que a PF receba uma seleção o quanto antes, visto que seu deficit de pessoal é ainda maior do que o da PRF (carência de 4.010 funcionários). Até porque, as convocações atuais não ultrapassarão os 750 agentes, o que não chega nem perto de suprir toda a carência.

A Polícia Federal é reconhecida atualmente pelo excelente trabalho de investigação recente, sobretudo após o início da Operação Lava Jato, que tem prendido políticos e empresários envolvidos em enormes esquemas de corrupção. Mas além da boa reputação, a PF atraiu centenas de milhares de candidatos pelas condições de trabalho da corporação.

Confira os salários e a quantidade de vagas oferecidas por cargo no último concurso:

⇒ Agente - 180 vagas e R$12.441,26

⇒ Delegado - 150 vagas e R$23.130,48

⇒ Escrivão - 80 vagas e R$12.441,26

⇒ Perito - 60 vagas e R$23.130,48

⇒ Papiloscopista - 30 vagas e R$12.441,26

 

                                      Fale agora com um consultor

Publicado: 11 de February de 2019