Concurso Diplomata 2020: saiu edital com 25 vagas para nível superior

Ministério de Relações Exteriores abre concurso para diplomatas, para candidatos graduados em qualquer área. Salário ultrapassa o valor de R$19 mil.

Divulgado no Diário Oficial da União da última terça-feira, 30 de junho, o edital para o concurso público de diplomata coordenado pelo Ministério de Relações Públicas (MRE). Esse concurso destina contratar 25 novos diplomatas, sendo 18 vagas para ampla concorrência, 05 para negros e 02 para pessoas com deficiência.

O requisito básico para se candidatar ao cargo é o nível superior em qualquer área. Os interessados em participar poderão se inscrever a partir do dia 06 de julho, no site do Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades), banca organizadora do concurso, preenchendo formulário com todos os dados solicitados e gerarem boleto para pagar taxa de inscrição no valor de R$224. Membros de famílias de baixa renda, inscritos no programa CadÚnico e doadores de medula óssea poderão solicitar a isenção da taxa, desde que preencham e assinem formulário de requerimento de isenção e enviar para a banca organizadora, juntamente com os documentos que comprovem a necessidade para o endereço:

  • Físico (via SEDEX para o Iades) - Concurso IRBr, Caixa Postal 15.920, CEP 71.070- 640, Guará II - Brasília (DF), até 20 de julho.
  • Virtual - [email protected] (os documentos devem ser anexados em formato digital em nas extensões .png, .jpg ou .pdf.

O resultado dos pedidos de recurso será divulgado no dia 27 de julho, permitindo-se recurso para quem discordar do resultado.

As inscrições se encerrarão no dia 09 de agosto. E o pagamento da taxa de inscrição poderá ser feita no dia 11 do mesmo mês.

Valor das Remunerações

A profissão de diplomata é sem dúvida aquele que é mais bem visto pela sociedade, pelo status quo conquistado ao longo dos tempos na sociedade. E isso se reflete na remuneração. Os futuros diplomatas contratados nesse concurso receberão nada menos que R$19.657,06, valor composto pelo salário-base e pelo auxílio-alimentação.

Mas para obter esse salário, é preciso passar no concurso. E para passar no concurso, é preciso empenho, dedicação e foco nos estudos para obter um bom desempenho nas provas objetivas e escritas, em caráter eliminatório e classificatório

Prova Objetiva                                         

Será aplicada nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal, no dia 30 de agosto, em dois períodos: de manhã, a partir das 9h30, com duração de três horas; e à tarde, com início previsto às 15h, com a mesma duração. Os candidatos às 25 vagas de diplomata responderão a 73 questões nas disciplinas de:

  • Língua Portuguesa - 10 questões;
  • Língua Inglesa - 9 questões;
  • História do Brasil - 11 questões;
  • História mundial - 11 questões;
  • Política Internacional - 12 questões;
  • Geografia - 6 questões;
  • Economia - 8 questões;
  • Direito - 6 questões.  

Cada uma das questões será composta por quatro itens a serem julgados como “Certo” ou “Errado”. Diferente de um concurso convencional, a pontuação atribuída será fracionada, ou seja, a nota em cada item é 0,25, caso a resposta do candidato esteja em concordância com o gabarito oficial definitivo da prova; 0,125 ponto negativo, caso a resposta do esteja em discordância com o gabarito; e zero, se não houver marcação ou for feita uma marcação dupla.

Prova Escrita

Os 250 mais bem classificados na parte objetiva avançarão para a parte escrita do concurso. Nela, os candidatos responderão a questões de Língua Portuguesa e Língua Inglesa, aplicadas em dias diferentes.

A Prova escrita de Língua Portuguesa está prevista para acontecer 27 de setembro, às 14h. Os concorrentes terão 5 horas paraelaborar uma redação sobre tema geral, um resumo e realizar exercício de interpretação, de análise ou de comentário de textos.

Já no dia seguinte, 28 de setembro, ocorrerá a prova escrita de Língua Inglesa, com início previsto também às 14h e com a mesma duração da prova de Português. Os participantes terão que elaborar uma redação entre 45 a 50 linhas sobre tema geral, traduzir um texto do inglês para o português, escrever a versão de um texto do Português para o Inglês e elaborar um resumo, em inglês, de um texto escrito nesse idioma, com extensão estimada entre 35% e 50% do texto a ser resumido.

Fechando o ciclo da Prova Escrita, os candidatos terão 04 horas para responder discursivamente às questões em outras disciplinas nas seguintes datas:

  • 31 de outubro: prova de História do Brasil, iniciando-se às 9h;
  • 31 de outubro: prova de Geografia, iniciando-se às 15h;
  • 1º de novembro: prova de Política Internacional, iniciando-se às 9h;
  • 1º de novembro: prova de Economia, iniciando-se às 15h;
  • 2 de novembro: prova de Direito, iniciando-se às 9h;
  • 2 de novembro: prova de Língua Espanhola e Língua Francesa, iniciando-se às 15h.

A última etapa de seleção antes da posse é o Curso de Formação realizado no Instituto Rio Branco, em Brasília, que objetiva fazer os convocados se aprofundarem mais nos conhecimentos sobre Política Internacional, língua e cultura estrangeiras, economia, além de prepará-los para o relacionamento com a imprensa e para saber atuarem como representantes de seu país de origem no exterior.

Fale agora com um consultor!

Publicado: 01 de July de 2020